Boca de tamboril

À MMG.

A bocarra da Manuela
Anda nas bocas do mundo
Ampliada pela tela
Parece um saco sem fundo

Debruada a preceito
Com baton de carmesim
Até merece respeito
Nunca se viu nada assim

Agora de costas frias
Não tem margem de manobra
E fica a piar fininho

Mas há quem diga que os dias
Para apresentar obra
Estão na esquina do caminho.

Manuel Sadino
14/9/09

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s