Noite confusa

Afinal todos ganharam
Sorridentes, satisfeitos
Alguns aos pulos ficaram
Comemorando os seus feitos

Menos aquela senhora
Carrancuda como sempre,
Amaldiçoando a hora
Ninguém a viu sorridente

O PC sempre a avançar
O Bloco acha-se um herói
E ao PP luz-lhe o dente

Tantas vitórias neste mar
Tanto Portugal que dói
Mas o PS ficou à frente.

Manuel Sadino
28/9/09

One comment on “Noite confusa

  1. […] Noite confusa (no mínimo) Soneto do Manuel Sadino, a propósito da noite eleitoral. Aqui. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s