Lição de moral

Ao cansado eu digo sim
Ao soberbo eu digo não
P’ro aflito estou presente
Do altivo não espero pão

Ignoro o hipócrita
E fujo do invejoso
Acarinho quem está triste
Ao exausto dou repouso

Nesta selva dos humanos
Multiplicam-se os ruídos
Bom, mau e indiferente

Cruzam-se todos os anos
Gargalhadas e gemidos
Samaritano? Só crente…


Manuel Sadino

28/12/09

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s